Sobre a hora certa

 

pombos-na-piazza-04

Eu descobri que é muito difícil ajudar uma pomba atravessar a rua.
Eu na beira da calçada, os carros passando desesperados e ela pondo e tirando a patinha da larga avenida; naquela dúvida ancestral ‘Clashiana’: “Should I stay or Should I go?”.
Agoniada com a indecisão da pequena, gastei minutos de meus neurônios pensando como dizer a ela que esperasse, enfim, uma melhor hora para atravessar.
Sem saber me comunicar pela língua das pombas tentei com auxílio do meu filho chamar a sua atenção – quem sabe assim ela não desistisse do ‘pombicídio’ quase inevitável.
Eis que de repente, o semáforo abriu e ela foi, calma e tranquila, patinha, após patinha para a missão desejada.
É agora pensei!
Com o coração na mão pela ambiciosa atitude da ave, clamei em silêncio pela sua sorte, enquanto a observava com atenção.
O moço da loja de móveis nos tranquilizou:
– “Ah, relaxa moça, se o carro vir ela voa”!
E o carro veio.
E ela voou!

Yve de Oliveira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s